Budapeste, Hungria - roteiro de 3 dias



Budapeste

Budapeste é a capital da Hungria, com cerca de dois milhões de habitantes. Não é somente o centro de administração, mas da indústria, transporte, educação, artes e esportes. Se quiser continuar nesse papo de geografia, favor consultar Wikipedia... não estamos aqui para isso, campeão!

Qual a informacão principal que tem que se atentar ?  A pira é a seguinte. Budapeste na verdade era constituída por Buda, Peste e mais uma galera de cidades durante o império Austro-Hungaro. Hoje, é separada pelo belo e importante rio Danúbio entre o lado de Buda (mais residencial) com a maioria das regiões de planalto. Já Peste, é bem mais voltado ao negócio, bem como comércios, governo e indústrias.

A capital é conhecida internacionalmente como uma das cidades mais atraentes para turistas, principalmente pelo fato de possuir construções que se mantiveram em pé durante o devastante período da segunda grande guerra. Alguém não deve ter entendido direito o nome dos alvos...

Um outro ponto importante é que Budapeste, sem dúvida é bem mais barata que as outras cidades da Europa para se visitar. Hoteis cinco estrelas podem ser reservados na mesma faixa de preço de hoteis três estrelas em outras cidades. Por isso nos 5 dias que fiquei lá encontrei civis dos mais variados tipos étnicos!

Nossa passagem pela cidade foi breve, porém suficiente para visitar os principais pontos. Durante esta viagem, me desprendi um pouco dos argumentos que viajantes sempre costumam enfatizar, principalmente o fato de que três dias em uma cidade como Budapeste não é suficiente. Descordo totalemente, pois se você é daqueles que já viajou, gosta de andar, sabe ler mapas e desfruta do google maps na sua mão, é bem mais que suficiente... sem muita correria!




Minha letra começa justamente com a ferramente de mapas do Google. A melhor aliada dos viajantes. Quem dera Franz Ferdinand tivesse em suas mãos um smarphone, para saber dos locais treta de Sarajevo antes de sofrer atentado e ativar o botão da desordem, dando inicio à primeira grande guerra.

E fique calmo, caso não queira adiquirir pacote de dados internacional, agora o google maps conta com um setor de modo offline, onde você pode se localizar, mas infelizmente ainda não consegue utilizar os modos de navegação... pega essa dica ae Google!!!





* Começe realizando uma pesquisa breve e salve no mapa todos os lugares do seu interesse. Assim, fica mais fácil se localizar e poder visitar todos os pontos da cidade.
Neste post, vou citar os lugares mais atraentes da cidade, mas não se atente somente aos lugares que foram do meu interesse. Procure também se orientar por seus gostos e locais que te atraem.Procure opções.

Voa la! aproveite as fotos e por favor, envie suas perguntas caso queira saber mais em detalhe como funciona as coisas no País onde o idioma é sem dúvida, a "única língua que o capeta respeita"!!!




Chain Bridge - Ponte da corrente.


Liga o lados de Buda e Peste. Fantástica, minha recomendações é fazer a travessia a pé e de preferência no período de escuridão... a ponte, de todos os ângulos, impressiona.  Note que de um lado tem um túnel bem maneiro e na outra extremidade um hotel caracterizado pelo mesmo adjetivo!

Buda Castle - Castelo de Buda


Gigante e imponente. Bem da verdade, não existe muita coisa parecida no mundo. Uma caminhada tranquila, uma visita ao museu... Aprecie a bela construção e a excelente vista de toda a cidade... Sem muita hesitação, continue a caminhada em direção ao Fisherman's Bastion e a Matthias Church. No caminho, levei a sorte de passar às 10:00h e ouvir as batidas da troca de guarda...



Fisherman's Bastion e a Matthias Church

Queimar uma sola do sapato por lá teve suas vantagens... Ouvir a bela batida dos tambores durante a troca de guarda, apreciar a paisagem da cidade por completo, queimar umas calorias da noite anterior e marcar uma bandeirinha no perfil do google...









Se tiver na pressão, vale a pena entrar nesta igreja. Achei bem atraente, com arquitetura peculiar para os olhares mais atentos... Mediante o fato que a atmosfera do local me remeteu aos tempos de outrora e tive aquela sensação maluca de Déjà vu... Tive agora denovo... Na boa, tem algo estranho com esta Igreja... vale a pena conferir!











Hungary Parliament - Parlamento Húngaro

Ao lado do parlamento, que é sensacional ser visitado durante a noite, um sonido ecoa do chapéu do pensador solitário. Talvez por tanta desgraça que frequenta os dias deste lugar, referindo-se ao momento fatídico de crianças serem arremeçadas no rio em algum periodo...


                 

Heroes Square - Praça dos Heróis

Mostra as estátuas representando os Sete povos que constituiram um dia a Hungria. É considerada um marco na cidade e o local mais importante da história local.

Perto dela está alguns Spa de aguas termais, conhecidos mundialmente por sua qualidade de água. Não tirei foto lá, mas se tiver um tempo livre e se por ventura estiver frio, pode ser uma opção !


Ópera de Budapeste

Uma das óperas mais impressionantes do mundo, se vangloria por nunca ter sido destruída, nem em meio as guerras. Serviu de abrigo, e a história é muito bacana. Se vangloriam também por possuir em sua maioria materiais da região, constituindo uma das melhores acústicas do mundo. Valeu a pena fazer o tour!



Não vou me atentar aos detalhes dos outros dias, entre eles o mercado municipal, as outras pontes e spa, sem contar uma caminhada pelo centro e muitas feiras de natal que estavam abertas na época que fomos ( nov,2016). Uma outra dica banaca é ir tomar um café no Café New York, que fica anexo ao Hotel Boscolo. A arquitetura impressiona!  Não deixe de provar, se tiver oportunidade, a sopa hungara típica (goulash) dentre outras especialidades do povo húngaro. 

Aproveite o passeio e tire bastante foto, pois toda vez que der saudade ( e vai dar), fica fácil de lembrar !!!

Inté outro momento de inspiração e lúcidez.






0 comentários:

Postar um comentário

 

Reserve já e garanta seu desconto

Reserva Agora 300x250

My Map

Facebook

Month views

Instagram eng_andarilho

Quem é o Engenheiro Andarilho

Um louco apaixonado; Um maluco diferente Engenheiro Mecânico por opção e paixão, trilho meu caminho em meio a viagens, cálculos e motores pelas estradas neste mundão véio. Casado com alguém que conseguiu entender um pouco mais do meu modo de pensar, estudo coisas que me fazem refletir sobre a essência dos humanos neste grão chamado Terra. Apaixonado por fotografia, tento de diversas maneiras, através desta arte, motivar as pessoas à descobrirem que a vida que lhe foi concedida não é resumida no pedaço de Terra que ela habita. Muitas coisas estão por vir... Vamos atrás dos nossos sonhos!!! Let´s make it possible